Quem sou eu

Minha foto
Sou graduada em nutrição pela UNISINOS e pós-graduada em nutrição esportiva pela UGF/RJ. Formada em Florais de Bach, pelo Instituto Dr. Edward Bach. Cursos de extensão em Nutrição Funcional pelo Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. Ganhadora de cinco prêmios de qualidade empresarial e profissional Agência Focus, na categoria nutricionista. Nutricionista com mais de 13 anos de experiência clínica em atendimentos voltados para o emagrecimento e qualidade de vida. Coach formada em Life Coach, Coaching Executivo Humanizado, Seis Necessidades Básicas Humanas & Empresariais Aplicadas, Coaching Educacional, Oratória Avançada - método Vanessa Tobias Coaching - Florianópolis/SC. Criadora do método de Coaching Nutricional – Leve Mente.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Segue parte de máteria publicada na revista WOMEN'S HEALTH
Com a idade, você perde músculo e ganha gordura!!
É, pode começar a torcer o nariz, não tem jeito: a composição corporal muda e não dá para garantir a mesma proporção de músculos (um monte!) e gordura (quase nada!) a vida toda. E isso mesmo no caso de felizardas que não viram o ponteiro da balança oscilar um milímetro a vida toda. “Depois dos 30 anos, o metabolismo começa a declinar em um ritmo de 2 a 4% por década, e emagrecer pode ficar muito mais difícil”, destaca Cintia Pettinati. Após os 35, a tendência é acrescentar cerca de 5 quilos a cada década, mesmo que você não tenha mudado a alimentação. Segundo Alfredo Halpern, após os 45 anos, a maioria das pessoas perde, em média, 10% da sua massa muscular a cada dez anos.
É claro que fatores como estilo de vida e hábitos à mesa têm relação direta com essas alterações. Indivíduos que levam vida sedentária e comem mais do que gastam sentirão mudanças no corpo e na balança muito mais cedo e fortemente.
Vire o jogo A prática regular de exercícios físicos é capaz de reverter a propensão e melhorar muito a condição física — ou você já se esqueceu do incrível visual exibido pela cantora Madonna aos 50 anos? “Para começar, é importante garantir que, ao se exercitar, você consiga ganhar massa muscular”, observa Cintia Pettinati. Um estudo publicado pela Universidade do Colorado na revista Health Science demonstrou que emagrecer 0,4 quilo por semana, durante 12 semanas, pode diminuir o metabolismo por causa da perda de músculos provocada pelos exercícios aeróbicos. Quer dizer, haveria o risco de o indivíduo queimar alguns quilos inicialmente mas depois não conseguir mais afinar. Para mudar essa situação, levantar peso três vezes por semana é a maneira mais rápida de conseguir músculos e alcançar resultados quando a balança insiste em não se mover, defendem os especialistas. Pesquisas mostram que fazer anaeróbicos regularmente pode acelerar o metabolismo (e queimar calorias!) em até 8% mesmo quando se está em repouso! No estudo, que durou oito semanas, homens e mulheres que fizeram apenas aulas aeróbicas conseguiram perder 1,8 quilo mas não formaram músculos, enquanto aqueles que se dedicaram à metade de aulas aeróbicas, e levantaram peso, diminuíram 4,5 quilos de gordura e ganharam 0,9 quilo de musculatura. Então, já viu, tem que puxar um ferrinho!
Leia mais em:

Nenhum comentário:

Postar um comentário