Quem sou eu

Minha foto
Sou graduada em nutrição pela UNISINOS e pós-graduada em nutrição esportiva pela UGF/RJ. Formada em Florais de Bach, pelo Instituto Dr. Edward Bach. Cursos de extensão em Nutrição Funcional pelo Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. Ganhadora de cinco prêmios de qualidade empresarial e profissional Agência Focus, na categoria nutricionista. Nutricionista com mais de 13 anos de experiência clínica em atendimentos voltados para o emagrecimento e qualidade de vida. Coach formada em Life Coach, Coaching Executivo Humanizado, Seis Necessidades Básicas Humanas & Empresariais Aplicadas, Coaching Educacional, Oratória Avançada - método Vanessa Tobias Coaching - Florianópolis/SC. Criadora do método de Coaching Nutricional – Leve Mente.

domingo, 18 de abril de 2010

Fantástico denuncia esquema entre médicos e farmácias

Veja matéria na íntegra em:

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1573240-15605,00-FANTASTICO+DENUNCIA+ESQUEMA+ENTRE+MEDICOS+E+FARMACIAS.html

Abraços, boa semana a todos!

domingo, 11 de abril de 2010

Como reconhecer a desidratação?

Alguns praticantes de atividade física não percebem o quanto realmente transpiram. E nem a rapidez com que podem se desidratar. Ainda que as pessoas transpirem de maneiras diferentes, a perda de líquidos e sais minerais pode causar problemas para todos os atletas.

Se os líquidos e os sais minerais perdidos com o suor não forem repostos de maneira correta, a desidratação e a fadiga precoce são inevitáveis. Como isso não demora muito para acontecer, é importante que os corredores controlem a sua perda de peso durante o exercício. Mesmo a perda de 2% dos líquidos corporais pode comprometer seriamente o desempenho, causando fadiga e afetando as habilidades cognitivas.

Uma forma fácil para saber quanto você perdeu com o suor é se pesar antes e depois do exercício, controlando quanto é ingerido de líquido durante a práica do esporte. Por exemplo, se durante a atividade física você perde 1 Kg depois de uma hora de exercício – não se anime, esse peso perdido corresponde a perda de água pelo suor e não de gordura. Para manter o corpo funcionando a 100%, e ajudá-lo a queimar as gorduras de forma mais eficiente você deverá beber 1 L ou o mais próximo desta quantidade que você tolerar, sem exceder 1,5L. Mas não se assuste, não precisa ser num gole só. Essa quantidade deve ser consumida ao longo das horas após o exercício.

Para saber quanto é necessário ingerir para compensar a perda, a regra é simples: para cada 100gr de peso perdido, depois do exercício, devemos repor no mínimo 100ml e no máximo 150ml (ACSM, 2007).

Peso perdido durante o exercício (em gramas) + A quantidade de líquidos consumidos durante o exercício (em ml) = Quanto deveriam beber (em ml)

Fique atento aos sinais de advertência da desidratação e não espere para suprir os líquidos e sais perdidos:

- Dor de cabeça
- Fraqueza
- Fadiga
- Vertigem
- Irritabilidade
- Cãibras musculares
- Tontura

A desidratação, além de prejudicar a performance física, aumenta o risco de lesão e o risco de doenças provocadas pelo calor. Portanto, atente-se aos sinais do corpo e acrescente na sua rotina de exercícios a ingestão de repositores hidroeletrolíticos (isotônicos).

Se os sintomas persistirem, ou incluírem desorientação, ondas de calor, calafrios, vômitos, náuseas, e/ou alteração da consciência, procure orientação médica.

Matéria Revista O2 POR MINUTO