Quem sou eu

Minha foto
Sou graduada em nutrição pela UNISINOS e pós-graduada em nutrição esportiva pela UGF/RJ. Formada em Florais de Bach, pelo Instituto Dr. Edward Bach. Cursos de extensão em Nutrição Funcional pelo Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. Ganhadora de cinco prêmios de qualidade empresarial e profissional Agência Focus, na categoria nutricionista. Nutricionista com mais de 13 anos de experiência clínica em atendimentos voltados para o emagrecimento e qualidade de vida. Coach formada em Life Coach, Coaching Executivo Humanizado, Seis Necessidades Básicas Humanas & Empresariais Aplicadas, Coaching Educacional, Oratória Avançada - método Vanessa Tobias Coaching - Florianópolis/SC. Criadora do método de Coaching Nutricional – Leve Mente.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

HÁBITOS ALIMENTARES



A receita é simples e conhecida: a boa saúde está diretamente relacionada à alimentação balanceada. No entanto, hábitos alimentares saudáveis estão cada dia menos presentes no cardápio de grande parte da população. O acesso aos alimentos é maior, mas os produtos mais consumidos são aqueles com baixo valor nutricional.
Para se ter uma ideia, o consumo de refrigerantes no Brasil aumentou 400% nos últimos 30 anos. No mesmo período, as cadeias de fast-food registraram crescimento de 600%. Atualmente, a ingestão de frutas, hortaliças, verduras, cereais e grãos, pelos brasileiros, alcança apenas um terço dos 400 gramas diários necessários para prevenir o câncer e recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O descuido deixa adultos e crianças doentes e sem proteção para lutar contra muitos males.

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) relata que os tipos de tumores malignos relacionados aos hábitos alimentares estão entre as seis primeiras causas de mortalidade relativa à doença no país. Nutricionistas e médicos alertam que o brasileiro perdeu a referência do que é saudável. As crianças são reféns de papinhas, sucos industrializados, biscoitos e salgadinhos. Os jovens são campeões no consumo de hambúrgueres, salsichas e batatas fritas — produtos que oferecem riscos por terem em sua composição níveis significativos de agentes cancerígenos.


Hoje, os hábitos que comprometem a saúde começam muito cedo. Estudo recente da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com 270 famílias constatou que, antes de completarem 2 anos, 67% das crianças já tinham o costume de tomar refrigerantes e 70% comiam biscoitos recheados regularmente


(parte de matéria publicada no blog VIDA -RBS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário