Quem sou eu

Minha foto
Sou graduada em nutrição pela UNISINOS e pós-graduada em nutrição esportiva pela UGF/RJ. Formada em Florais de Bach, pelo Instituto Dr. Edward Bach. Cursos de extensão em Nutrição Funcional pelo Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. Ganhadora de cinco prêmios de qualidade empresarial e profissional Agência Focus, na categoria nutricionista. Nutricionista com mais de 13 anos de experiência clínica em atendimentos voltados para o emagrecimento e qualidade de vida. Coach formada em Life Coach, Coaching Executivo Humanizado, Seis Necessidades Básicas Humanas & Empresariais Aplicadas, Coaching Educacional, Oratória Avançada - método Vanessa Tobias Coaching - Florianópolis/SC. Criadora do método de Coaching Nutricional – Leve Mente.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

PLÁSTICO

Dioxinas, bisfenol-A(BPA) e ftalatos são compostos encontrados nos plásticos e que estão relacionados com uma série de doenças, e especial disturbios neurologicos (alzheimer, parkinson, esquizofrenia), diabetes, câncer, alterações na tireóide e na hipófise.

Estes compostos agem como disruptores endócrinos, ou seja, alteram o metabolismo de glândulas, hormônios, receptores, transportadores, entre outros.
O problema é que eles podem passar para os alimentos, quanto maior for o tempo de contato, em especial, se for utilizado calor e se no alimento ou na preparação tiver gordura.
Quanto mais mole for o plástico, mais haverá contaminação.
Portanto, tome alguns cuidados, tipo:
não coloque alimento quente em vasilhas plásticas (estilo tapeware)
não congele alimentos em vasilha plástica por longos periodos
não coloque mamadeira de criança ou tapeware em microondas
não coloque filme plástico em contato direto com o alimento
não compre azeite em vasilha de plástico
não tome isotonicos nem refrigerantes em vasilha de plástico e assim por diante.

Há trabalhos que mostram que individuos contaminados com bisfenol A apresentam aumento de fosfatase alcalina e GGT

Artigo do colega Nutricionista - Henrique F Soares

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Dicas para melhorar o processo digestivo

Existem algumas dicas que ajudam a aumentar o pH do estômago e cuidar da saúde digestiva. São elas:

•Tome uma xícara de chá de hortelã 20 minutos antes das refeições. A hortelã estimula a produção de ácido clorídrico.
•Dilua uma colher de vinagre de maçã ou de suco de limão em 50ml de água e beba antes das refeições, isso ajuda a aumentar a acidez gástrica.

Fonte: Blog Mundo Verde

domingo, 9 de maio de 2010

Gripe - veja a lista de alimentos que reforçam o sistema imunológico


• Própolis: contém alto teor de flavonóides, com ação antimicrobiana, antiviral e antioxidante.

• Geleia real: contém todos os aminoácidos essenciais, vitaminas do complexo B, além de cálcio, cobre, ferro, fósforo, vitaminas D, E e C que atuam no sistema imunológico.

• Alho: contém a substância ativa alicina que tem ação anti-infecciosa e anti-inflamatória.

• Iogurtes fermentados (probióticos): Probióticos são bactérias que produzem efeitos benéficos no organismo humano. São usadas como promotores de crescimento e como imunoestimulantes para prevenir e tratar doenças.

• Abacate: óleo de abacate natural possui uma alta concentração de beta-sitosterol, um estimulante da imunidade. Ele aumenta a proliferação dos linfócitos e a atividade das células natural killers (NK – células assassinas naturais). Estas células matam os microorganismos invasores, O abacate também possui nutrientes importante para a nutrição celular, como: Magnésio, cálcio, ferro, fósforo, vitamina A e vitamina C.

• Ovo caipira: rico em vitaminas, minerais, proteína de alto valor biológico, compostos bioativos, vitaminas do complexo B, sendo a principal a vitamina B12, ou seja, substâncias antioxidantes e nutrientes para o fortalecimento do sistema imunológico.

• Chá verde (Camellia sinensis): O chá verde é rico em catequina (fitonutriente) da família dos polifenóis, e tem uma forte ação antioxidante. Atua de forma benéfica na infecções virais e nos processos inflamatórios.

• Ômega 3: Peixes como sardinha, atum, arenque, truta e a semente de linhaça são fontes de ômega 3, que é um poderoso antiinflamatório, auxilia o sistema imune e aumenta a fluidez da membrana celular para a absorção de nutrientes.

• Cogumelo shitake: É considerado um alimento rico em proteína, com nove aminoácidos essenciais e compostos bioativos, alto teor de fibras, sais minerais e vitaminas (tiamina, riboflavina, niacina e ácido ascórbico). Tem ação imunoprotetora, antifúngica e antioxidante.

• Uvas roxas: São fontes de vitamina C e de uma substância chamada de resveratrol que tem propriedades antioxidantes e imunomodulatórias.

• Vegetais crucíferos: Brócolis, couve-flor, couve, couve de Bruxelas, repolho e espinafre são ricos em betacaroteno, potássio e sulforafane (potente antioxidante).

• Tomate, melancia, goiaba: Ricas em licopeno, uma substância carotenóide que dá a cor avermelhada ao alimento. É um antioxidante que, quando absorvido pelo organismo, ajuda a impedir e reparar os danos às células causados pelos radicais livres.

• Cebola: Rica em vitamina C, vitaminas do complexo B, tem ação antibacteriana, antifúngica, antiinflamatória, antiasmática, desintoxicante e antioxidante.

• Frutas cítricas: Morango, abacaxi, caju, tangerina, laranja, limão e acerola são fontes de vitamina C, que é um excelente antioxidante.

• Óleo de oliva: Fonte de gorduras monoinsaturadas, se for “extra-virgem”, ou seja, primeira prensagem. O óleo de oliva (azeite) contém inúmeros antioxidantes importantes para manutenção e melhoram a resposta imunológica.

• Chocolate amargo: Contém mais de 300 compostos quimicamente identificáveis. É rico em minerais, vitamina C, omega 6 (ácido lineico), antioxidantes, polifenóis e, dentro destes, os flavonóides.

• Oleaginosas: Castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, amendoim. São ricas em vitamina E, selênio, gorduras insaturadas. São antioxidantes e atuam no sistema imunológico.

• Gengibre: Contém um princípio ativo chamado gengirol, um potente antioxidante, e tem ação no sistema imune.

domingo, 2 de maio de 2010

Conheça alguns alimentos que são aliados no controle da pressão arterial:


•Suco de uva / vinho tinto orgânico: fonte de polifenóis, flavonoides, quercetina, resveratrol e antocianinas, poderosos antioxidantes, que varrem os radicais livres e relaxam os vasos.
•Linhaça: rica em ômega 3, tem importante papel na prevenção e controle de doenças cardiovasculares, aterosclerose e hipertensão.
•Cápsulas de óleo de peixe: fonte de ômega 3. Auxilia na prevenção e controle de doenças cardiovasculares, aterosclerose e hipertensão.
•Cápsulas de óleo de alho: fonte de aliina e alicina. Aumenta a elasticidade dos vasos, favorecendo a circulação e baixando a pressão.
•Cereais integrais (aveia, farelo de trigo, arroz integral, amaranto): ricos em fibras, auxiliam na redução das taxas de colesterol e da pressão sanguínea.
•Feijões, ervilha seca e banana passa: fontes de potássio que ajudam a regular a quantidade de água dentro das células.
•Quinua, semente de gergelim, aveia, soja e derivados: fontes de cálcio. Estudos indicam que o consumo de alimentos fontes de cálcio ajuda a relaxar os vasos auxiliando na redução da pressão arterial.
•Oleaginosas (castanha de caju, castanha do pará, nozes, avelã, pistache sem sal): fontes de gorduras insaturadas e magnésio, nutrientes que auxiliam no combate à hipertensão.
•Gérmen de trigo / óleo de gérmen de trigo: fonte de vitamina E que possui efeito anticoagulante, melhorando a circulação sangüínea.
•Leticina de soja: previne danos nas artérias.
•Sal light: reduzido em sódio, diminui a retenção de líquidos que causaria a pressão alta.
•Chocolate amargo (70% de cacau): fonte de polifenóis que auxiliam na proteção da saúde do coração.