Quem sou eu

Minha foto
Sou graduada em nutrição pela UNISINOS e pós-graduada em nutrição esportiva pela UGF/RJ. Formada em Florais de Bach, pelo Instituto Dr. Edward Bach. Cursos de extensão em Nutrição Funcional pelo Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. Ganhadora de cinco prêmios de qualidade empresarial e profissional Agência Focus, na categoria nutricionista. Nutricionista com mais de 13 anos de experiência clínica em atendimentos voltados para o emagrecimento e qualidade de vida. Coach formada em Life Coach, Coaching Executivo Humanizado, Seis Necessidades Básicas Humanas & Empresariais Aplicadas, Coaching Educacional, Oratória Avançada - método Vanessa Tobias Coaching - Florianópolis/SC. Criadora do método de Coaching Nutricional – Leve Mente.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Um Docinho Por Favor!!!


Compota de maçã com noz-moscada

Rende 8 porções
Ingredientes
• 8 maçãs vermelhas firmes
• Suco de 1 limão
• 2 xícaras de água
• 1 saquinho de chá preto
• 1/2 colher de chá de noz-moscada em pó
• 2 colheres de sopa de mel
• 1/2 xícara de chá de uva passa branca
• Papel-alumínio suficiente para cobrir um refratário médio

Modo de preparo
Descasque as maçãs. Despreze o cabo e as sementes, mas reserve as cascas. Corte as frutas em pedaços grandes e derrame o suco de limão por cima, misturando bem, para que não escureçam. Em uma panela, leve as cascas para ferver por três minutos. Retire do fogo. Mergulhe por mais três minutos o saquinho de chá preto para preparar uma espécie de infusão e, em seguida, jogue-o fora. Coe. Acrescente o mel, a nozmoscada e a uva passa. Em um refratário, distribua os pedaços de maçã. Derrame a infusão com a uva passa por cima, cubra com papelalumínio e leve ao forno pré-aquecido por 40 minutos. Na metade desse tempo, retire o papel, mexa com delicadeza todas as frutas e cubra com papelalumínio de novo. Depois espere esfriar e leve à geladeira
O mel pode ser substiuído por adoçante
Bom Apetite!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL E UM ABENÇOADO 2010 PARA TODOS AMIGOS E PACIENTES!



Que o caminho venha ao teu encontro.
Que o vento sopre sempre às tuas costas,
e a chuva caia suave sobre o teu campo.
e até que voltemos a nos encontrar,
que Deus te sustente suavemente
na palma de Sua mão.
Que vivas todo o tempo que quiseres,
e que sempre vivas plenamente.
Lembra sempre de esquecer as coisas que te
entristeceram, e não esqueça de se lembrar das
coisas que te alegraram.
Lembra sempre de esquecer os amigos que se
revelaram falsos, mas nunca deixes de lembrar
daqueles que permaneceram fiéis.
Lembra sempre de esquecer os problemas que já passaram, mas não deixes de lembrar das bençãos de cada dia.
Que o dia mais triste do teu futuro, não seja pior
que o mais feliz do teu passado

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Premiação

Nesta última terça-feira dia 15/12 na Casa Valduga - Vale dos Vinhedos, recebi mais um Prêmio de Qualidade Empresarial e Profissional Nível Regional.

Agradeço a todos pacientes e amigos que fazem parte dessa busca de sempre oferecer o melhor.

Este prêmio serve de incentivo na busca de aprimorar cada vez mais meus conhecimentos afim de oferecer melhores tratamentos a todos que confiam no meu trabalho.

Muito Obrigado! Daniela

domingo, 13 de dezembro de 2009

Entidade quer proibição de remédio para emagrecer nos EUA

LISA RICHWINE
da Reuters, em Washington

O remédio para emagrecer Meridia, do laboratório Abbott, deveria ser proibido imediatamente devido aos riscos relacionados ao coração, disse ontem um grupo de defesa dos consumidores em petição enviada ao órgão regulador do governo dos Estados Unidos.

O grupo Public Citizen disse que resultados antecipados de um estudo internacional de larga escala chamado Scout aumentou as preocupações anteriores do grupo com relação aos eventuais problemas cardíacos causados pelo Meridia.

"O fato de que [o Meridia] aumentou o número e a porcentagem de eventos cardiovasculares [no estudo]... deve levar à remoção imediata do produto do mercado", disse o Public Citizen, grupo de direitos dos consumidores, em petição apresentada junto à agência responsável pelo controle de drogas e alimentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês).

A FDA disse em novembro que descobertas preliminares do estudo Scout com 10 mil pacientes mostraram que 11,4% dos pacientes que tomaram Meridia morreram ou sofreram paradas cardíacas ou derrames.

O número foi de 10% para os pacientes que tomaram placebo.

A agência acrescentou à época que estava revendo seus dados, mas que era muito cedo para tirar conclusões. Uma porta-voz da FDA disse na quinta-feira que não poderia comentar a petição do grupo Public Citizen.

O Meridia, ou sibutramina, é um inibidor de apetite aprovado para tratar a obesidade em adultos. O medicamento pode causar efeitos colaterais desde dor de cabeça e constipação até pressão alta e aceleração do batimento cardíaco.

O porta-voz do laboratório Abbott Kurt Ebenhoch disse que o remédio é seguro quando usado como recomendado. O Meridia "não é recomendado ou aprovado para o uso em mais de 90 por cento dos pacientes que participaram do estudo Scout", disse ele.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u661637.shtml

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Mulheres têm mais benefícios com atividade física


Durante nove anos, uma equipe da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, fez um estudo com 9 mil voluntários, completamente sedentários e de meia-idade, de 45 a 64 anos. O resultado foi surpreendente. As mulheres conseguiram baixar consideravelmente os níveis de LDL, e melhoraram o quadro geral de saúde. Para os homens, contudo, a atividade física não fez diferença nos exames.

– Acreditamos que as mulheres tiveram um resultado melhor do que os homens por causa de uma questão hormonal – disse Keri Monda, do Departamento de Epidemiologia.

Para cada 60 minutos de exercício moderado e cada 30 minutos de atividade intensiva por semana, o resultado foi uma redução de 3,97mg/dL em mulheres brancas, e 10,55mg/dL em mulheres negras. A perda foi ainda maior para mulheres que já tinham passado pela menopausa: 5,91mg/dL L (brancas) e 14,68 mg/dL (negras).

A lição é antiga: exercício faz bem para a saúde física e mental. Segundo Michelle Segar, pesquisadora da Universidade de Michigan, contudo, é mais difícil começar e fazer exercícios físicos durante toda a vida do que para os homens. E os dois principais motivos femininos para não se exercitarem é “falta de tempo” e “falta de motivação”. As mulheres têm dificuldade de priorizar o seu próprio bem-estar porque têm a cultura e sofrem a pressão de cuidar sempre dos outros primeiro.

– É difícil ter tempo para fazer exercícios se você não se sente confortável em arrumar tempo para se cuidar. A falta de motivação é por causa do jeito que as mulheres enxergam a atividade física. Como apenas uma forma de perder peso, e não para se sentir bem – esclarece Michelle.


Hora de começar
> Tome uma decisão consciente: você quer começar a ter os benefícios que a atividade física traz, como melhora do humor, redução do estresse, mais energia e qualidade do sono.

> Analise o que você quer de uma atividade física e tome uma atitude: quer se livrar do estresse? Faça atividades ao ar livre. Quer melhorar sua vida social? Matricule-se na academia ou chame algum amigo ou membro da sua família para caminhar.

> Planeje o seu dia. O exercício tem que fazer parte dele. Permita-se deixar um compromisso de lado para ir à academia.

> Avalie se a atividade física que você escolheu lhe proporciona a experiência que você queria ter. Se não foi positivo, tente um novo tipo de atividade física, um professor diferente, uma outra hora do dia, mas não desista.

> Sua saúde e seu bem-estar devem ser sua prioridade. Lembre-se de que, por você, vale a pena gastar seu tempo.
Faça a sua escolha
> Escolha uma atividade física e faça meia hora de exercícios intensos ou uma hora de exercícios moderados.

> Exercícios moderados: caminhada, musculação, dança de salão e hidroginástica.

> Exercícios intensos: corrida, judô, natação e ciclismo
MultimídiaEstudo aponta redução significativa do colesterol ruim com 60 minutos semanais de atividade moderada como a caminhada

Matéria do Blog Vida - RBS

sábado, 5 de dezembro de 2009

Lições do Japão


Comer pouco e mastigar muito prolonga a vida!!
Este ensinamento é transmitido por japonês de 103 anos. Na segunda maior economia do planeta, a alimentação é um dos trunfos da longevidade

No início da manhã, no jardim de casa, Saburo Shichi repete os exercícios que faz há 50 anos com a ajuda de um bastão. São apenas três repetições. Exercícios simples, que o ajudaram a chegar a idade que tem hoje: 103 anos.

Passar dos 100 no Japão não é tão difícil. Hoje o país tem mais de 40 mil pessoas que conseguiram. Saburo Shichi se orgulha mesmo é de outra conquista. Existem muitos centenários, mas poucos conseguem ficar em um pé só. Ele é animado e divertido

O café da manhã de Saburo Shochi tem de tudo um pouco. Algumas coisas podem parecer estranhas para os brasileiros. Em vez de pão, arroz. Ele come alguns poucos grãozinhos a cada vez. Legumes em conserva. São onze pratinhos diferentes e muita paciência. Professor primário e médico aposentado, Saburo Shochi ensina que para viver muito é preciso ir devagar. "Mastigar bem: 30 vezes", diz ele. Para acompanhar, uma sopa de missô, uma pasta de soja fermentada que está presente em todos os lares japoneses e em todas as refeições

Saburo Shochi repete as lições principais sem palavra alguma. "Não adianta ficar o tempo todo se lamentando, o negócio é parar de reclamar, olhar para cima, fazer exercícios, sorrir, não esquecer das 30 mastigações", lembra ele. Saburo Shochi é a prova muito bem viva de que isso funciona

O Japão tem a população mais magra entre os países desenvolvidos. Cerca de 2% dos japoneses são obesos. No Brasil, esse percentual é de 13%. Nos Estados Unidos, o país mais gordo do mundo, são 30%.

As marmitas japonesas são sempre bonitas, coloridas e organizadas, como se fossem uma escultura ou uma pintura.

A lógica por trás disso é que temos que olhar para a marmita e ter uma certa pena de destruir o trabalho que foi feito com tanto carinho. Então, comemos apreciando as cores, provando cada um dos sabores. No fundo, tem pouca comida. Mas comemos tão devagar, com tanto prazer, que no fim está totalmente satisfeito.

Leia mais em http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1403937-16619,00.html

sábado, 28 de novembro de 2009

Como a relação distorcida com a alimentação interfere na balança

O prazer do equilíbrio é a chave para uma alimentação (e uma vida) mais saudável.

Os brasileiros nunca foram tão gordos e nunca fizeram tantas dietas para emagrecer. Atualmente, 75 milhões de pessoas estão acima do peso ideal e pelo menos 10 milhões delas vivem a contar calorias. O que será que aconteceu com o simples saborear de uma refeição, gostosa e sem culpa?

Das 10 doenças que mais matam no mundo, cinco estão diretamente associadas à má alimentação: sobrepeso, diabetes, infarto, AVC e câncer

Uma das explicações para essa epidemia de obesidade, que atinge 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo, está na adoção de um estilo de vida sem paralelo. O pastel, o cheeseburger, o refrigerante, que eram exceção de fim de semana, viraram alimentos do dia a dia. Para completar, a população se tornou mais sedentária graças aos avanços tecnológicos.
Uma pesquisa da psicanalista Rejane Sbrissa, de São Paulo, com 3 mil brasileiros com sobrepeso revelou que grande parte sofre de fome emocional: 78,6% comem para se distrair, 71,3% para se acalmar e 62% para elevar o astral. A questão é que comida só mata a fome, analisa Rejane.

Essa relação distorcida com a alimentação impulsiona um mercado de dietas que prometem afinar a silhueta da noite para o dia. O problema é que regimes muito restritivos, ao excluírem grupos alimentares inteiros, só funcionam temporariamente

– Uma alimentação correta não é só para emagrecer, mas para ter o máximo de rendimento físico e mental – diz a nutricionista Márcia Daskal, de São Paulo.

Texto Retirado do Caderno Vida -
nadia.detoni@pioneiro.com

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

PERDA DE PESO - DICAS

Neste último domingo o Fantástico apresentou uma matéria com dicas de emagrecimento..seguem algumas abaixo. A matéria completa você encontra do site do programa. Abraços a todos

Dica 1: Nunca pule uma refeição
Ao contrário do que se pensa, pular refeições engorda! E você vai saber por quê.

Michael é jornalista e aceitou participar de uma experiência para mostrar o que acontece no cérebro quando pulamos uma refeição.

No primeiro dia, ele tomou um bom café da manhã e depois fez um exame de ressonância magnética funcional. Dentro do aparelho, mostraram a Michael imagens de legumes e saladas e de comidas bem calóricas, como doces e batatas fritas. Como Michael estava satisfeito, o cérebro dele não deu a menor bola pro que viu.

Na manhã seguinte, o jornalista fez o mesmo exame, só que em jejum. Na hora da salada, uma área do cérebro dele esboçou uma leve reação, mas quando viu doces cheios de açúcar, aqueles que destroem qualquer dieta, a mesma região do cérebro foi à loucura.

Tudo isso é culpa de um hormônio: a grelina. Quando pulamos uma refeição e nosso estomâgo fica vazio, a grelina manda para o cérebro mensagens urgentes do tipo: ’emergência, estamos a zero! Consiga toda a comida que puder‘!

Nosso cérebro então, muito obediente, manda a gente atacar tentações bem calóricas para recompensar nosso "pobre" estômago vazio. Pronto, a dieta foi por água abaixo

Dica 3: Conte as calorias
Para tudo o que você gosta de comer ou beber, existe uma versão light. Prefira um cafezinho, que tem só 10 calorias em vez daquele cappuccino, que tem 100. Uma salada com frango grelhado tem 250 calorias. Uma com mussarela de búfala, torradinhas e molho cremoso, sobe pra 450 calorias.

Quer comer pizza? Peça uma fininha, de queijo com tomate e já serão 850 calorias. Agora, se você for chutar o balde com uma pizza de calabresa, serão mais de 1400 calorias. Sem falar na culpa!

Mas o que dizer daqueles gordinhos que estão sempre comendo coisas saudáveis e mesmo assim não emagrecem? Pois é, alguns gordinhos só comem coisas saudáveis e mesmo assim não emagrecem de jeito nenhum.

Debbie, por exemplo, nunca come frituras, massas ou doces e, mesmo assim, está muito acima do peso. Para ela, só tem uma explicação: o metabolismo dela é lento.

Será? Médicos avaliaram o índice metabólico de Debbie, ou seja, quantas calorias o organismo dela queima para se manter vivo. Quarenta minutos depois de fazer um teste permanecendo deitada, veio a surpresa. O metabolismo de Debbie é absolutamente normal. Então por que ela não emagrece? Cientistas decidiram investigar o caso da atriz.

Durante cinco dias, Debbie se dispôs a fazer um diário de tudo o que come e vai ter que tomar todo os dias um líquido que permite medir quantas calorias Debbie comeu e quantas queimou. Sai tudo no xixi.

A atriz prometeu contar tudo o que comia, tim-tim por tim-tim. Com uma câmera de video, Debbie relatou comer pouco mais de mil calorias por dia. Só que os exames de urina deram um resultado bem diferente: três mil calorias diárias! Debbie simplesmente esqueceu de contar dois terços do que comeu.

E isso não é coisa de gordinho, não! Estudos mostram que todo mundo esquece metade do que de fato come.

Então, vamos à próxima dica:

Dica 4: Pare de culpar seu metabolismo e preste muita atenção no que você está comendo!
Uma salada de frutas grande, por exemplo, é supersaudável, mas tem caloria à beça.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

NUTRIÇÃO E DEPRESSÃO

A depressão é hoje uma doenças que mais aumenta em todo mundo.
Na visão nutricional funcional, o aumento na produção de serotonina é uma das armas mais eficazes contra este mal. Neste aspecto, devemos estimular o consumo de alimentos fontes ou mesmo suplementar triptofano, com seus cofatores. Além de estimular a produção, podemos também reduzir a concorrência de nutrientes que dificultam a sua formação, aumentando o consumo de carboidratos complexos integrais, como um arroz integral, macarrao integral, quinua em flocos ou grão, aveia em flocos, entre outros. Outro aspecto fundamental é aumentar a atividade dos receptores para serotonina nos neurônios, que fazemos com cromo, especialmente encontrado em grãos integrais, levedo de cerveja, cogumelo, aspargo, ameixa e nozes. Outro ponto fundamental é a participação dos ácidos graxos ômega-3 pois a presença destes nas membranas lipídicas neuronias melhora a transmissão nervosa e a transmissão dos impulsos elétricos pela eficiente troca de íons. As melhores fontes de ômega-3 são linhaça, canola, espinafre, hortelã, peixes e crustáceos. Reduzir o máximo possível consumo de açúcar, cafeína e gorduras trans (leite integral, carnes, biscoitos, margarinas, pipoca de microondas, entre outros).

Este texto foi postado pelo colega nutricionista Henrique Freire Soares - em seu blog

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Verão Chegando


NUTRIÇÃO X CELULITE!
Ataque a celulite pelas laterais com alimentos ricos em vitaminas e minerais, que facilitam a digestão, estimulam a circulação ou simplesmente dão uma aliviada no stress. Use os legumes ricos em potássio, as verduras que esbanjam magnésio, as sementes com selênio e as frutas diuréticas . Esses alimentos compõem uma dieta antioxidante, que ajuda a eliminar toxinas e a rejuvenescer a pele.
Cuidado com o sal que contém sódio, que retém água no organismo e incha as células. Pelo mesmo motivo, evite molho inglês e shoyu (molho de soja) normal.
Ao lado do prato, nada de álcool. Você precisa de água pura, pelo menos 2 litros por dia, fazendo uma faxina nas células e eliminando as toxinas.
Evite ao máximo alimentos industrializados e enlatados, prefira os orgânicos!
Carne vermelha no máximo 2 x na semana!
Inclua substâncias desintoxicantes como a clorofila
Um intestino saudável elimina melhor as toxinas do organismo!
Em Novembro mais uma turma do Curso de Nutrição e Estética - Não Perca

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

RECEITAS

Quer variar seu cadápio com receitas leves?
Veja o blog - http://tempoparavoce.blogspot.com/
Receitas explicadinhas passo a passo e com fotos, não tem como errar!
Bom apetite!

Novidade


Olá
As barrinhas de cereias são ótimas aliadas em regimes de emagrecimento, principalmente para serem usadas como lanche
Se vc já enjoou das barrinhas tradicionais experimente o novo lançamente da Banana Brasil, as barrinhas Gravittá, levinhas e com apenas 54 calorias. Abraços a todos!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

O FISCAL DOS DOCES

Insulina
A insulina é produzida pelo pâncreas para reduzir o nível de glicose no sangue. Assim, quando um batalhão de açúcar invade a sua corrente sanguínea, após ingerir uma guloseima, por exemplo, a insulina entra em cena como o policial que vai capturar esses marginais e pôr ordem no local. O que não puder ser despachado para os músculos e para o fígado para ser transformado em energia (glicogênio), ou aproveitado pelo corpo, é aprisionado na forma de gordura. E, uma vez que a insulina está presente, dificilmente ela liberará esse estoque para ser convertido em energia. Segundo Rodrigo Hohl, especialista em biologia funcional e molecular e pesquisador do Laboratório de Bioquímica do Exercício (Labex) da Unicamp, o gerenciamento desse hormônio é uma das formas mais eficazes de perder peso. “Quanto mais o seu corpo produzir insulina, mais o seu organismo ficará resistente a emagrecer”, afirma. E qual a melhor maneira de controlar a insulina? Não é difícil adivinhar: cortar a ingestão de açúcar e alimentos processados.
O QUE COMER

Alimentos de baixo índice glicêmico (IG) ajudam a reduzir a produção de insulina. “Carboidratos, mais do que qualquer outro nutriente, estimulam o pâncreas a produzir insulina. Os de liberação lenta, de baixo índice glicêmico, são absorvidos gradativamente pelo organismo, assim o pâncreas não trabalha tão arduamente e menos insulina é produzida”, explica a nutricionista esportiva e biotecnóloga Priscila Machado, especialista em bioquímica nutricional, do Rio de Janeiro. Alguns carboidratos de baixo IG são: aveia, pão integral, leite, macarrão, legumes e a maioria dos vegetais.
O QUE FAZER

Exercícios consumidores de gordura, como os treinos intervalados — aqueles de séries em altíssima intensidade e curta duração, como os tiros na corrida —, também reduzem a produção de insulina. “Quando você se exercita, a glicose é removida da corrente sanguínea para ser absorvida pelas células dos músculos e ser usada na produção de energia, reduzindo a necessidade do pâncreas de produzir mais insulina”, diz Hohl.
PARTE DE MATÉRIA PUBLICADA PELA REVISTA WOMEN'S HEALTH - OUTUBRO

sábado, 17 de outubro de 2009

Photoshop


VOCÊ VIU ISSO?

As duas fotos ao lado são da mesma mulher, uma modelo.
A foto da esquerda que recebeu, obviamente, um "retoque" do Photoshop, é de um recente anúncio da famosa marca Ralph Lauren.
A excessiva magreza das modelos que invadem os anúncios e as passarelas é sempre um assunto em pauta. Mas mesmo assim ainda são cometidos verdadeiros absurdos!
Pesquisas feitas nos Estados Unidos apontam que a magreza excessiva retratada nas revistas e nos anúncios voltados para mulheres diminui a autoestima do sexo feminino, e aumenta os índices de anorexia, bulimia e intervenções estéticas desnecessárias.
Modelos magérrimas servem de referência para a mulher, ditando um 'padrão' de beleza, que de "padrão" não tem nada! Uma característica física que só é apresentada por 0,5% da humanidade não pode ser considerada padraõ normal. Seria como admitir que a inteligência de Einstein, admirável sob todos os pontos de vista, fosse o 'padrão'.
Ser magra (dentro de limites saudáveis) é importante sim, melhora sua auto estima, sua disposição e principalmente sua saúde.
Abra os olhos para a alienação que a mídia possa oferecer e perceba que todo ser humano é belo, principalmente por causa das diferenças!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

QUANTAS CALORIAS A MENOS PARA PERDER 1kg DE GORDURA?

Para perder 1 kg de gordura em média precisamos ter um gasto, que deve ser acumulativo de 7600 kcal.Então se sabemos que 1 grama de gordura tem 9 kcal, deveríamos consumir 9000 kcal a menos para reduzir 1 kg de peso, mas o tecido adiposo tem um acréscimo de 15% em água. Então na verdade para reduzir 1 kg de tecido adiposo é preciso gastar ou consumir a menos 7700 kcal .

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Sabia que há uma profusão de hormônios que não só influenciam o que você põe no prato como também podem ajudar a desgrudar a gordura da sua cintura?

HOJE VAMOS LER SOBRE A LEPTINA
A leptina é um hormônio secretado pelo tecido adiposo que informa o cérebro como anda o seu estoque de gordura corporal. Uma das hipóteses estudadas pela ciência é que a leptina criaria um “ponto de referência” usado para manter o seu peso, o que explicaria por que alguns indivíduos ganham novamente os quilos perdidos no passado. Ou seja, você sonha em pesar 54 kg, mas, sempre que chega lá, seu corpo vai fazer de tudo para voltar aos 60 kg na balança ao menor descuido. A leptina tem sido considerada a responsável por regular essa “marcação”, estimulando o apetite quando você elimina gordura. Se o estoque anda cheio e excede esse ponto, o hormônio é produzido para suprimir o apetite. Mas há um furo nessa estratégia: quanto mais pesada a pessoa estiver, menos sensível ela será aos sinais da leptina de que “estou cheio”. Um estudo do Centro Médico da Universidade Columbia, nos EUA, achou níveis de leptina decrescentes em pessoas gordas que estão perdendo peso. Essa diminuição parece causar um aumento da atividade de áreas do cérebro responsáveis pela atração visual da comida. Ou seja, à medida que você perde peso, aquela coxinha engordurada começa a parecer mais saborosa — o que explica por que as pessoas voltam a comer tanto.

O QUE FAZER
Se você está tentando emagrecer, experimente fazer por etapas, a um ritmo de cerca de no máximo 2 kg por mês. “É como um elástico. Se puxá-lo repentinamente, ele volta rapidamente ao ponto original. Se puxá-lo devagar e o mantiver assim por algum tempo, a distensão tornará o seu retorno menor. Uma das teorias é que, ao perder alguns quilos de forma mais lenta, o nível de leptina se mantém tão elevado quanto possível e, assim, o emagrecimento se torna mais eficaz”, explica o professor de endocrinologia da Faculdade de Medicina da PUC-RS Giuseppe Repetto. Ou seja, no final, perder peso de forma lenta é hoje a forma mais rápida de emagrecer e de se manter no peso.

PARTE DE MATÉRIA PUBLICADA PELA REVISTA WOMEN'S HEALTH - OUTUBRO

domingo, 4 de outubro de 2009

Barrinha de cereais



Ingredientes
• 6 damascos secos• 1 xíc. (chá) de água• 1 pacote (200 g) de biscoito maisena• 1 xíc. (chá) de aveia em flocos• 2 col. (sopa) de uva passa• 4 col. (sopa) de leite em pó desnatado• 2 col. (sopa) de mel• ¼ de xíc. (chá) de flocos de arroz• 1 col. (sopa) de açúcar mascavo
Modo de preparo
Pique os damascos e cozinhe em 1 xícara de chá de água até amolecer. Escorra e reserve.Triture o biscoito maisena. Em uma tigela, misture o biscoito com os outros ingredientes, amassando bem com as mãos até formar uma massa homogênea. Forre uma bancada com papel filme (tipo Magipack), espalhe a massa e cubra com outro pedaço de papel filme. Passe o rolo de macarrão para deixar uniforme. Retire o papel de cima, corte em formato de barras e embrulhe em papel de alumínio. Guarde em local fresco.

Rendimento: 25 unidades
Calorias por porção: 73
Receita - Revista Boa Forma

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Segue parte de máteria publicada na revista WOMEN'S HEALTH
Com a idade, você perde músculo e ganha gordura!!
É, pode começar a torcer o nariz, não tem jeito: a composição corporal muda e não dá para garantir a mesma proporção de músculos (um monte!) e gordura (quase nada!) a vida toda. E isso mesmo no caso de felizardas que não viram o ponteiro da balança oscilar um milímetro a vida toda. “Depois dos 30 anos, o metabolismo começa a declinar em um ritmo de 2 a 4% por década, e emagrecer pode ficar muito mais difícil”, destaca Cintia Pettinati. Após os 35, a tendência é acrescentar cerca de 5 quilos a cada década, mesmo que você não tenha mudado a alimentação. Segundo Alfredo Halpern, após os 45 anos, a maioria das pessoas perde, em média, 10% da sua massa muscular a cada dez anos.
É claro que fatores como estilo de vida e hábitos à mesa têm relação direta com essas alterações. Indivíduos que levam vida sedentária e comem mais do que gastam sentirão mudanças no corpo e na balança muito mais cedo e fortemente.
Vire o jogo A prática regular de exercícios físicos é capaz de reverter a propensão e melhorar muito a condição física — ou você já se esqueceu do incrível visual exibido pela cantora Madonna aos 50 anos? “Para começar, é importante garantir que, ao se exercitar, você consiga ganhar massa muscular”, observa Cintia Pettinati. Um estudo publicado pela Universidade do Colorado na revista Health Science demonstrou que emagrecer 0,4 quilo por semana, durante 12 semanas, pode diminuir o metabolismo por causa da perda de músculos provocada pelos exercícios aeróbicos. Quer dizer, haveria o risco de o indivíduo queimar alguns quilos inicialmente mas depois não conseguir mais afinar. Para mudar essa situação, levantar peso três vezes por semana é a maneira mais rápida de conseguir músculos e alcançar resultados quando a balança insiste em não se mover, defendem os especialistas. Pesquisas mostram que fazer anaeróbicos regularmente pode acelerar o metabolismo (e queimar calorias!) em até 8% mesmo quando se está em repouso! No estudo, que durou oito semanas, homens e mulheres que fizeram apenas aulas aeróbicas conseguiram perder 1,8 quilo mas não formaram músculos, enquanto aqueles que se dedicaram à metade de aulas aeróbicas, e levantaram peso, diminuíram 4,5 quilos de gordura e ganharam 0,9 quilo de musculatura. Então, já viu, tem que puxar um ferrinho!
Leia mais em:

domingo, 27 de setembro de 2009

ALIMENTOS FUNCIONAIS - CURSO


Em Setembro realizei mais uma edição do Curso de Nutrição e Estética, em Outubro será a vez do curso de Alimentos Funcionais



· O que são e como usar?
· Receitas integrais, Sucos desintoxicantes, Shakes, Batidas funcionais...
· Linhaça, Quinoa, Aveia, Canela, Gengibre, Chá verde, Chá branco, Clorofila...


Porque e como usar?


Novidades encontradas nos mercados
· Demonstração de produtos
· Será fornecido material com todo conteúdo do curso




Informe-se pelo tel ou email


Abraços a todos!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

HÁBITOS ALIMENTARES



A receita é simples e conhecida: a boa saúde está diretamente relacionada à alimentação balanceada. No entanto, hábitos alimentares saudáveis estão cada dia menos presentes no cardápio de grande parte da população. O acesso aos alimentos é maior, mas os produtos mais consumidos são aqueles com baixo valor nutricional.
Para se ter uma ideia, o consumo de refrigerantes no Brasil aumentou 400% nos últimos 30 anos. No mesmo período, as cadeias de fast-food registraram crescimento de 600%. Atualmente, a ingestão de frutas, hortaliças, verduras, cereais e grãos, pelos brasileiros, alcança apenas um terço dos 400 gramas diários necessários para prevenir o câncer e recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O descuido deixa adultos e crianças doentes e sem proteção para lutar contra muitos males.

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) relata que os tipos de tumores malignos relacionados aos hábitos alimentares estão entre as seis primeiras causas de mortalidade relativa à doença no país. Nutricionistas e médicos alertam que o brasileiro perdeu a referência do que é saudável. As crianças são reféns de papinhas, sucos industrializados, biscoitos e salgadinhos. Os jovens são campeões no consumo de hambúrgueres, salsichas e batatas fritas — produtos que oferecem riscos por terem em sua composição níveis significativos de agentes cancerígenos.


Hoje, os hábitos que comprometem a saúde começam muito cedo. Estudo recente da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com 270 famílias constatou que, antes de completarem 2 anos, 67% das crianças já tinham o costume de tomar refrigerantes e 70% comiam biscoitos recheados regularmente


(parte de matéria publicada no blog VIDA -RBS)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

CANELA - BENEFÍCIOS

Um dos seus principais efeitos é a sua ação antimicrobiana, promovida pelo óleo essencial, mostrando-se efetivo contra Escherichia coli por exemplo, que é responsável por causar doenças como a colite hemorrágica, síndrome hemolítica urêmica e púrpura trombocitopênica trombótica. O óleo essencial da canela também inibe o crescimento de outras bactérias, como Aspergillus parasitucus, Clostridium perfringens e Bacteroides fragilis, reduzindo a produção de toxinas para o organismo. Para mostrar como é especial, ainda este óleo também torna alguns medicamentos mais efetivos no combate de bactérias. Inclusive, atualmente a canela começa a ser pensada como uma possibilidade de conservação de alimentos, já que inibe o crescimento de diversas bactérias.
Outro benefício da canela é o auxílio do controle da glicemia em diabéticos ou em indivíduos com resistência à insulina, que possuem maior risco de se tornarem diabéticos, ou mesmo no controle da glicemia de indivíduos saudáveis. Uma idéia seria adicionar a canela em pratos com alto teor de carboidratos, como, por exemplo, arroz e doces, pois a canela diminui o tempo de esvaziamento gástrico, bem como da glicemia após ingestão de uma refeição.
Alguns estudos indicam também diminuição do colesterol e de triglicérides com o uso da canela, mas não é conclusivo.
Combinando todos estes benefícios e o sabor e aroma que a canela pode trazer em nossa alimentação, esta especiaria pode e deve ser introduzida no dia-a-dia para auxiliar o bom desenvolvimento e funcionamento de nosso organismo!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009


Curso de Nutrição na Estética

Neste curso será abordado o uso da alimentação e da suplementação como auxiliares no tratamento e/ou na prevenção de desordens estéticas como: celulite, gordura localizada, flacidez, queda de cabelo, unhas quebradiças, entre outros...
Exemplos de dietas, de sucos desintoxicantes, de suplementos disponíveis no mercado, novidades da área...

Duração: 2 horas (aproximadamente)
Local: consultório de nutrição (Rio Branco, 96 – sala 404)

Data e horário: 16/09/09 – quarta feira - 18:45h


Venha se preparar para o verão!
Abraços

domingo, 6 de setembro de 2009

Como nos sentimos quando saímos fora da dieta?


Desmoralizar
Definição retirada do dicionário Michaelis: tornar-se imoral; corromper-se, perverter-se. Fazer perder a coragem ou a confiança, desanimar. Tirar o bom nome de, desmerecer. Fazer perder a força moral, desautorizar, descreditar. Perder a reputação, aviltar-se.
A definição acima descreve bem um estado que conhecemos relacionado a nossa dieta ou à qualquer proposta de mudar hábitos.Nossa principal exigência quando traçamos metas e objetivos é a obtenção do sucesso e que costuma ser proporcional a nosso grau de sacrifício. Quanto mais esforço melhor deve ser a recompensa. No que diz respeito à dietas e deixar de comer alguma coisa, isso mexe com nosso instinto de preservação e também com nossa relação carinho-comida.
Já sentiu-se desmoralizado por si mesmo? Nosso processo de desmoralização começa mais ou menos assim: - vou fazer tudo direitinho, não sairei da dieta, não comerei nenhum doce ...Na segunda-feira fez tudo ótimo, na terça-feira pela manhã também: frutas, pão integral, leite desnatado, geleia diet. No almoço : salada, vegetais refogados, um pedaço de carne, arroz, feijão, tudo bem equilibrado. Mas... no domingo nossa tia havia nos dado um pedaço de pudim que ficou esquecido na geladeira, mas foi bem lembrado na terça após o almoço... comerei apenas um pedacinho... À tarde na hora do lanche alguém te oferece um bombom que gentilmente aceita e para não fazer feio come ! Ao chegar em casa sente um cheirinho de pão de queijo maravilhoso e como não consegue resistir - come dois. No jantar serve-se normalmente de tudo um pouco, bebe suco de laranja à vontade.
Esta noite ao deitar qual o sentimento que fica ? Como está se sentindo a respeito do seu projeto? Nesse caso temos 3 escolhas para o dia seguinte:
1. Fazer um super jejum comendo apenas frutas achando que apenas com muito sacrifício é que conseguirá recuperar o tempo perdido.
2. Esquecer que havia começado algum dia alguma dieta e ficar livre para comer e livre para não ficar contente com seu corpo;
3. Recomeçar no dia seguinte desde o café da manhã como no primeiro dia da dieta; sabendo que apesar de ter saído fora, lembrar-se que este não foi o único deslize e que tem direito de continuar buscando o que deseja.
Vamos em frente, não permita que um deslize ou algum resultado indesejado (perder menos peso do que gostaria) o afaste de seus objetivos ou seja o ponto de partida para desistir.Não permita-se desmoralizar, retome sempre que escorregar, somente assim conseguirá alcançar seus objetivos.

domingo, 30 de agosto de 2009

Compare a soja com a quinoa
Os valores comparados - 85 gramas- equivalem a 1/2 xícara de chá bem cheia de cada uma
1- Quem é quem
A asiática soja é da turma das leguminosas, ou seja, vegetais que nascem em vagens. Já a quinoa, um tipo de grão, é oriunda da América Central e alimentava os incas.
2- Calorias
• Quinoa 317 calorias• Soja 215 calorias
3- Força muscular
A soja fornece mais proteína, um nutriente fundamental para a construção dos músculos. • Soja 18 gramas• Quinoa 11 gramas
4- Para afastar o infarto
Aposte na soja. A leguminosa oferece quatro vezes mais folato, uma vitamina capaz de diminuir o risco de problemas cardiovasculares. Precisamos de 400 microgramas do nutriente por dia.
• Soja 170 microgramas• Quinoa 41 microgramas
5- Pique total
Com a quinoa. Ela é campeã em carboidrato, um nutriente que é energia pura.
• Quinoa 58 gramas• Soja 17 gramas
6- Esqueleto blindado
A soja tem muito mais cálcio, mineral indispensável para os ossos. Homens e mulheres devem consumir 1 mil miligramas todos os dias. • Soja 221 miligramas• Quinoa 51 miligramas
7- Xô, fadiga!
A soja tem muito mais cálcio, mineral indispensável para os ossos. Homens e mulheres devem consumir 1 mil miligramas todos os dias. A quinoa está lotada de fósforo. Quando esse mineral falta no prato, o que sobra é cansaço. Ambos os sexos precisam de 700 miligramas por dia.
• Quinoa 348 miligramas• Soja 241 miligramas

FONTE: CYNTHIA ANTONACCIO, NUTRICIONISTA DA EQUILIBRIUM CONSULTORIA EM NUTRIÇÃO, EM SÃO PAULO

RANKING NUTRICIONAL - O reinado dos vegetais


Legumes e frutas são líderes em ranking nutricional de alimentos que serve de guia para uma dieta saudável
O avanço nas pesquisas sobre a composição bioquímica dos alimentos confirmou o poder de muitos vegetais na prevenção de doenças. Agora, um grupo de cientistas americanos decidiu ajudar os consumidores a escolher quais deles são os mais nutritivos e não podem faltar no prato.

Pesquisadores da Universidade de Yale, nos EUA, em parceria com instituições vinculadas à saúde e à nutrição, desenvolveram o NuVal – o Índice Geral de Qualidade Nutricional. Na prática, é um sistema de pontuação feito a partir de uma regra matemática que considera a quantidade de minerais, fibras, vitaminas e antioxidantes presentes nos alimentos e os divide pelas substâncias que podem causar algum dano à saúde, como sódio, açúcar e gordura saturada.Na nova lista, que deve se tornar um guia dos adeptos da alimentação saudável, alguns vegetais exibem a incrível nota 100. Entre as frutas, a laranja, o kiwi e o morango são as grandes estrelas, com pontuação máxima. Carnes ficam no fim da fila – o filé de salmão ganha 87 pontos e o peito de peru sem pele, 48.

A pontuação dos vegetais:
Neste grupo, os pontos variam de acordo com a concentração de vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras. Os que estão melhores pontuados têm uma alta concentração de nutrientes e baixas calorias.
Damasco 100
Aspargos 100
Feijão 100
Brócolis 100
Repolho 100
Couve-flor 100
Kiwi 100
Alface 100
Quiabo 100
Laranja 100
Espinafre 100
Morango 100
Nabo 100
Cenoura 99
Abacaxi 99
Ameixa 99
Manga 93
Batata 93
Cebola 93
Tangerina 93
Banana 91
Milho 91
Uva 91
Melão 91
Maracujá 78
Coco 24
Fonte: Fonte: Nuval Score System (http://www.nuval.com/)

Matéria publicada no caderno Vida - Zero Hora - 07/03/2009.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

OBRIGADO!


Amanhã dia 21/08 estarei recebendo mais um prêmio de Qualidade Empresarial e Profissional, este é o sexto que recebo.
Agradeço de coração a amigos e pacientes que acreditam em meu trabalho.

ABRAÇOS

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

BOLO DE BANANA COM LINHAÇA!

INGREDIENTES:
· 5 bananas nanicas amassadas
· 1 xícara (chá) de óleo
· 3 ovos
· 4 colheres (sopa) de açúcar OU adoçante próprio p forno
· 1 ½ xícara (chá) de farinha de rosca
· ½ xícara (chá) de Linhaça Dourada Micronizada
· 2 colheres (sopa) de aveia em flocos
· 2 colheres (sopa) de fibra de trigo
· 1 colher (sopa) de fermento em pó

MODO DE PREPARO:
Bata as bananas, o óleo, o ovos e o açúcar na batedeira, retire e misture os demais ingredientes, deixando por último o fermento. Coloque em uma forma polvilhada com açúcar e canela. Leve ao forno por aproximadamente 40 minutos.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Dica - cereal integral


NESFIT!!
ÓTIMO CEREAL PARA USAR COM LEITE, IOGURTE E OU FRUTAS
BAIXO VALOR CALÓRICO - RICO EM FIBRAS!!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

NUTRIENTES PARA O CÉREBRO

Apesar de cada órgão do organismo ser crítico ao funcionamento fisiológico, podemos dizer que o cérebro é o ditador do corpo, este órgão orquestra uma surpreendente cadeia de funções!
Essas complexas funções do cérebro dependem também do balanço de nutrientes, evidências crescentes demonstram que deficiências nutritivas e disfunções químicas podem desordenar tanto o bem estar emocional quanto psicológico.
Pesquisas científicas mostraram que o bom funcionamento cerebral depende de quantidades suficientes de vitaminas, ácidos graxos e aminoácidos. Entre eles os mais importantes são:

VITAMINA B1 – pinhão, farinha de trigo integral, farinha de soja, levedo de cerveja, sementes de girassol, leite de soja...
VITAMINA B3- fígado de boi, atum, peru, arroz integral...
VITAMINA B6 – melado, farelo de arroz, atum ,levedo de cerveja, arroz integral, gergelim......
VITAMINA B12 – fígado de boi, moelas, carne vermelha, gema de ovo, leite....
COLINA: ovos, soja, couve flor....
INOSITOL: levedo de cerveja, moela, nozes, frutas, grãos integrais.....
TIROSINA: carnes, aves, frutos do mar....
TRIPTOFANO: leite, iogurte, queijos, batata, banana, nozes, feijões, abacate....
OMEGA 3 – linhaça, atum , salmão....

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

RECEITINHA LIGHT?? HUMMM
1 porção = (300 g) Número de porções = 4
Valor calórico por porção:- calorias = 200 kcal-

Ingredientes:- 2 berinjelas- 1 lata de atum em água- 1 tomate sem pele e sementes picadinho- 6 azeitonas verdes picadinhas- 100g de ricota fresca amassada- salsa- sal e pimenta a gosto
Modo de preparo:Lave bem e corte as berinjelas longitudinalmente. Com o auxílio de uma faca bem afiada escave as mesmas de modo que fiquem parecendo barquinhos. Polvilhe sal, arrume-as em um refratário, borrife água e cubra com filme plástico. Leve ao microondas em potência alta por 5 minutos ou até que estejam macias. Pique a polpa que restou da escavação e em uma panela refogue-a com o tomate e tempero a seu gosto. Junte o atum esmagado e as azeitonas. Recheie as barquinhas com este refogado. Misture a salsa à ricota e distribua sobre as berinjelas. Leve ao forno para derreter e gratinar a ricota.


BOM APETITE!


quarta-feira, 5 de agosto de 2009

GRUPO DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR - ALIADOS NA DIETA

INSCRIÇÕES ABERTAS

Nova proposta de reeducação alimentar, através de grupo de incentivo ao emagrecimento e/ou manutenção do peso, ministrado por nutricionista

Serão realizados encontros semanais (inicialmente 8 encontros = 2 meses) com duração aproximada de 1 hora, onde podemos compartilhar sentimentos, frustrações, vivências, conhecimentos de nutrição de uma forma leve e prática que possibilita uma real mudança de hábitos alimentares.
Avaliação do peso semanal e individual. Dia e horário a combinar.
Material incluso no valor do curso.

Ótima oportunidade para reunir sua família, amigos, colegas de trabalho... Informe-se.




terça-feira, 4 de agosto de 2009

O vídeo abaixo nos mostra as reações fisiológicas do organismo ao frio
E QUE FRIO!!!!
Também apresenta algumas dicas para manter as verduras no cardápio de inverno

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Como Anda Sua Saúde Digestiva?


Como anda sua saúde digestiva? Muitas pessoas na correria do dia a dia se esqueçem de observar seu funcionamento intestinal e digestivo - os quais são de vital importância para a absorção de vários nutrientes! Faça o teste no site abaixo:


quinta-feira, 30 de julho de 2009

"Vida longa e cheia de remedinhos" Por Gabriel de Carvalho - 22 de julho de 2009

A Revista Época de 25 de maio, na página 106 anuncia para 2020: "Vida longa e cheia de remedinhos". Cito a matéria aos que não leram, e tecerei meus comentários, com grifo.

"Na próxima década, o Brasil enfrentará três desafios na saúde: cuidar de uma enorme população de velhos, manter sob controle várias doenças crônicas e fazer as duas coisas sem quebrar os cofres públicos nem o bolso do contribuinte." Qual a chance de sucesso seguindo a atual política de saúde? Zero, Infelzimente. Qual é a ÚNICA solução?
PREVENÇÃO NUTRICIONAL.
"Em 2020 as pessoas com mais de 60 anos serão 14% da população (atualmente são 10%). Viveremos mais - o que é um sinal de que as condições de saúde melhoraram. Mas passaremos muitos destes anos extras sofrendo de doenças crônicas - o que não é tão animador". Em 1980 e 1998, Fries e colaboradores publicaram no NEJM e Lancet, artigos mostrando o acompanhamento de mais de 1000 pesoas, por 18 e 38 anos, respectivamente. Demonstraram que as pessoas com melhores hábitos de vida: melhor alimentação, mais atividade física, menos uso de tabaco e de bebidas alcoólicas, não apenas vivieram MAIS, mas tiveram as doenças comprimidas a um menor número de anos no final das suas vidas. Será que a solução para o que está ocorrendo e vai piorar até 2020 já não foi descoberta??
"Cuidar da saúde ficou mais caro e complexo".
Não!!! Cuidar da DOENÇA ficou mais caro e complexo, para se ter e preservar saúde, a receita é a mesma, alimento saudável, movimento saudável, pensamento saudável, espírito saudável: tudo barato!!

(...) "Em 2020 as principais preocupações de saúde serão obesidade, os males cardiovasculares, o câncer e as doenças neurológicas (Alzheimer, Parkinson, etc). É possível que até lá a sociedade passe a valorizar medidas de prevenção, como alimentação correta e atividade física. Esta possibilidade só se tornará realidade se algo for feito em prol disso, alguns exemplos:

- proibição da venda e comercialização de gordura vegetal hidrogenada e gordura interesterificada;
- imposição de limites máximos de sal (sódio), açúcar (sacarose) em vários produtos alimentícios; - estímulo do governo a produção de alimentos orgânicos, ensinando mais agricultores a como usa-la e aumentando o consumo interno;
- premiação, através de abatimento de impostos (no IR, por exemplo) às pessoas que emagrecem! Isso mesmo, imagine uma balança que conecta-se diretamente a USB do computador, e que o software do IR tira a informação direto da balança, eletrônica, sem que tal valor possa ser editado. Poderia até ser acoplado ao sistema a foto da pessoas no momento da pesagem, para reduzir o risco de fraude. (claro que esta idéia precisa ser mais bem elaborada)
- PALESTRAS semanais com nutricionistas, dentistas, psicólogos, educadores físicos e outros profissionais focalizas em prevenção e qualidade de vida, PROMOVIDAS pelas prefeituras, e com apoio dos governos estadual e federal.
- Aumento dos impostos sobre os cigarros e cerveja. Todo fumante sabe, que quando preço aumenta, muitos passam a fumar menos... E a bebida, grande culpado ou até principal causa de acidentes de trânsito, brigas, assassinatos, etc... Como estas drogas lícitas não serão tornadas ilícitas, como não se pode negar atendimento a uma pessoa por que ela "causou" sua doença por comer demais, beber demais ou fumar... a única solução é cobrar antecipadamente pelos custos que com 100% de certeza virão depois.

Segue a matéria: "Hoje, 43% dos brasileiros estão acima do peso. Não há sinal de que a proporção cairá na próxima década. O problema avança entre os adultos e, o que é pior, entre as crianças. A obesidade produz eventos de controle custoso: diabetes, infarto, acidentes vasculares cerebrais, câncer, depressão etc"

Cada pessoa deve ser colocada como sendo a principal responsável pela sua saúde, o agente de mudança fundamental. Não é responsabilidade do governo, do médico ou do medicamento lhe dar saúde, pelo menos para a grande maioria dos casos que abarrotam nossos hospitais. São situações que poderiam ter sido evitadas com atitudes: sem álcool na cabeça, sem armas na mãos, sem gordura trans nos alimentos, sem o uso abusivo do açúcar e da farinha refinada, com consumo de mais frutas, mais verduras, mais legumes, mais sementes, mais leguminosas. Com mais vida na alimentação e nos seus hábitos, traga mais vida para sua vida. Infelizmente muitas vezes só a dor ensina a gemer. Mas se as pessoas forem convencidas de que o problema virá, e só uma questão de tempo, e quando vir, o SUS não terá como dar conta do recado, ou seja, não haverá solução, talvez nossos motivação aumentará e os resultados aparecerão. Em menos tempo do que se imagina.

Abraços a todos pacientes e amigos!!


Iniciando o Blog


Olá espero que este blog sirva de canal para troca de dicas de alimentação e saúde.
Sejam bem vindos!